Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Bernardo

/home/bernardolx

/home/bernardolx

Mozilla lança Firefox 89.0 "Proton"

A Mozilla acaba de lançar uma nova versão do seu web-browser Firefox, a octogésima nona com muitas novidades na sua interface para uma navegação mais simples, rápida e sem complicações, a começar pela barra de tabs, maior e com maior destaque para cada uma das páginas abertas, o menu das aplicações foi também simplificado e conta apenas com texto e teclas de atalho sem ícones.

 

Os painéis informativos passam a ter também um design mais simples e com as opções mais claras por exemplo quando uma página pede acesso ao microfone ou câmara, a tab ativa ganha também destaque com cantos arredondados que permite ter uma melhor perceção da janela aberta em particular se se encontrarem muitas tabs abertas.

 

O Firefox é um excelente web-browser onde a cada nova versão tem trazido novidades e otimizações para uma melhor navegação online, com especial atenção à proteção dos utilizadores nas várias opções de segurança e privacidade uma vez que as táticas de rastreio dos sites estão cada vez mais inteligentes, regra geral com pouco respeito pelos utilizadores e onde a atenção destes é de vital importância.

 

 

Firefox 89.0, See All New Features, Updates and Fixes ]

 

NextDNS - Mais segurança na ligação à Internet

NextDNS.jpeg

 

O DNS (Domain Name System) é uma das ferramentas mais importantes em redes informáticas e naturalmente no acesso à Internet pois permite a conversão de um domínio de um site para um endereço IP, algo semelhante às antigas listas telefónicas que associavam um nome a um telefone, regra geral os utilizadores não "vêem" estes bastidores sendo o DNS gerido pelo ISP (Internet Service Provider) ou pelos administradores de redes responsáveis numa empresa ou universidade por exemplo.

 

A importância no bom funcionamento do DNS é crítica pois cada site acedido ou aplicação utilizada recorre ao DNS para múltiplos pedidos à rede, tudo isto é feito nos bastidores e a maior parte dos utilizadores desconhece que pedidos estão a ser feitos, torna-se assim fundamental que o utilizador tenha mais controlo e conhecimento dessa informação esteja a aceder a partir de um computador ou de um smartphone à Internet.

 

Existem várias opções disponíveis gratuitamente e fáceis de configurar mas é naturalmente importante ler as políticas de privacidade de cada serviço para saber como é gerida a informação e que dados são guardados e por quanto tempo, hoje venho falar numa dessas opções - o NextDNS, serviço criado em 2019 por dois engenheiros - Romain Cointepas e Olivier Poitre, focado na privacidade e segurança (Privacy Policy) sendo a sua configuração muito fácil e dando ao utilizador mais controlo nos pedidos DNS.

 

O NextDNS permite criar uma conta temporária durante 7 dias para testar o serviço sem registo e se corresponder às expectativas o registo é gratuito para guardar as configurações, ver as estatísticas e os logs se guardados, a opção gratuita permite 300k pedidos de DNS por mês, valor suficiente para utilizadores individuais mesmo com vários equipamentos configurados, após esse valor o DNS continua a funcionar mas sem filtros, existem também opções pagas para pedidos ilimitados.

 

A gestão das configurações está bem organizada em tabs e as opções são facilmente perceptíveis e simples de configurar:

Setup - My First Configuration - NextDNS.png

  • Setup - apresenta a informação para configurar o DNS nos equipamentos, incluindo guias para os principais sistemas operativos (Android, iOS, Windows, macOS e Linux);
  • Security - permite activar medidas de segurança incluindo bloquear domínios (Top-Level Domains);
  • Privacy - uma extensão ao anterior para bloquear trackers e publicidade, podendo adicionar listas de bloqueio, por omissão apenas está a lista "NextDNS Ads & Trackers Blocklist" activada mas muitas outras estão disponíveis, algumas das listas são muito restritivas e podem bloquear o normal funcionamento de certas aplicações;
  • Parental Control - permite aplicar restrições a sites, aplicações, jogos ou categorias de sites;
  • Denylist - para a introdução manual de domínios a bloquear;
  • Allowlist - o oposto da anterior, por exemplo se uma determinada lista de bloqueio for demasiado restritiva podemos desbloquear alguns domínios nesta opção mantendo a segurança elevada;
  • Analytics - página com um resumo detalhado das estatísticas de utilização incluindo as queries DNS feitas e as bloqueadas;
  • Logs - lista com cada um dos pedidos DNS efectuados com opção de procura para facilitar a análise dos dados;
  • Settings - a última tab permite ajustar as configurações nomeadamente quanto à recolha de logs, guardando ou não os domínios e o endereço IP dos equipamentos, quanto tempo são armazenados os dados e onde (nos EUA, na UE, no UK ou na Suíça);

 

O NextDNS é assim uma excelente opção para um maior controlo e segurança por parte do utilizador no acesso à Internet e nas aplicações utilizadas, cada vez mais dados são gerados especialmente nos smartphones e também na forma como os utilizamos e que de outra forma deixam o utilizador muito vulnerável à recolha de informação que será vendida ou utilizada sem controlo.

 

NextDNS - The new firewall for the modern Internet ]

 

Mozilla lança Firefox 83 com HTTPS-Only Mode

 

A Mozilla acaba de lançar a octogésima terceira versão do seu web-browser Firefox, como habitualmente incluindo correcções e optimizações mas também introduzindo algumas novidades que vêm reforçar a sua capacidade, destaque para as melhorias no motor de JavaScript - o SpiderMonkey, permitindo agora uma abertura de páginas web cerca de 15% mais rápida e na redução no consumo de memória em cerca de 8%.

 

Uma nova função disponível nativamente é o HTTPS-Only Mode que permite aumentar a segurança na navegação web ligando sempre aos sites pela versão segura do HTTP, não sendo possível fazê-lo alertando o utilizador se pretende continuar com a ligação não segura, algo que até agora apenas era possível recorrendo a extensões como a HTTPS Everywhere da EFF, esta novidade é de fundamental importância pois permite que a informação das páginas web seja transmitida de forma segura entre a origem e o web-browser, é possível activar esta função em "Preferences" no menu "Private & Security" em todas as janelas (por omissão não se encontra activa).

 

A função Picture-in-Picture foi também melhorada e suporta agora atalhos do teclado permitindo avançar/recuar e controlar o volume sem recorrer ao rato, a lista de atalhos pode ser consultada na página de suporte ao PiP, outra melhoria introduzida foi no suporte a ficheiros PDF com suporte ao AcroForm, sendo assim possível além de abrir, preencher formulários e imprimir sem recorrer a outro software externo ao web-browser.

 

Firefox 83.0, See All New Features, Updates and Fixes ]

 

Mozilla lança serviço próprio de VPN

Mozilla VPN.png

 

A Mozilla, empresa/comunidade que desenvolve vários projectos de software open-source e mais conhecida pelo desenvolvimento do web-browser Firefox acaba de apresentar um novo produto, a Mozilla VPN, um serviço para garantir mais segurança e privacidade no acesso à Internet.

 

Os serviços de VPN (Virtual Private Network) têm ganho cada vez mais importância não só em ambiente empresarial mas também para os utilizadores individuais que pretendem ter uma maior segurança enquanto navegam na Internet e não estarem directamente expostos às várias ameaças enquanto o fazem.

 

Nesta primeira fase o serviço estará disponível em seis países (Canadá, E.U.A., Malásia, Nova Zelândia, Singapura e no Reino Unido) e terá uma mensalidade de US$5, estando já disponível para Android, iOS e Windows e numa fase posterior para Linux e MacOS.

 

A Mozilla anuncia que o serviço apresenta rápidas velocidades recorrendo ao protocolo WireGuard, contando com mais de 280 servidores em mais de 30 países e tendo como parceira a Mullvad com políticas de privacidade exigentes e sem registo na actividade de navegação.

 

[ Mozilla VPNMozilla Puts Its Trusted Stamp on VPN ]

 

Cloudflare reforça segurança nas ligações à Internet com o WARP

Cloudflare Warp.png

Depois de no final do ano passado a Cloudflare ter lançado o serviço público de DNS 1.1.1.1 (link do post) com suporte a DoH (DNS over HTTPS) e DoT (DNS over TLS) para uma maior segurança nos pedidos DNS chega agora o WARP que vem complementar o primeiro, permitindo assim garantir a segurança na navegação não só dos pedidos DNS como também do todo o tráfego para a Internet.

 

O desenvolvimento sofreu alguns atrasos dada a complexidade mas está já disponível uma actualização da aplicação 1.1.1.1 para sistemas Android e iOS que permite utilizar ambos os serviços consoante a necessidade de cada utilizador, o WARP funciona de forma idêntica a uma VPN e está disponível em duas versões: uma gratuita e outra paga, o WARP+ com uma mensalidade que varia consoante a região do Mundo (EU/PT €3.99).

 

Para garantir velocidades e utilizações mais rápidas a Cloudflare optou por utilizar o protocolo WireGuard em vez de outros protocolos mais antigos e desadequados para equipamentos como smartphones e tablets, para uma visão mais detalhada da implementação o post The Technical Challenges of Building Cloudflare WARP no blog da Cloudflare explica os detalhes do WARP.

 

A aplicação 1.1.1.1 é altamente recomendada para todos os utilizadores com equipamentos Android e iOS pois garante um aumento muito significativo na utilização da Internet, quer para os pedidos DNS quer agora com o WARP em redes wireless abertas e/ou públicas para uma maior privacidade, a sua utilização não podia ser mais simples bastando activar num botão o serviço, sendo também possível alterar algumas configurações na ligação para utilizadores mais avançados.

 

WARP is here (sorry it took so long) ]

 

Google anuncia novo cabo submarino (Equiano) entre Portugal e a África do Sul

Equiano Cable Route.png

 

A gigante americana Google acaba de anunciar o plano para construir um novo cabo submarino a implementar no oceano Atlântico entre Portugal e a África do Sul, com uma interligação intermédia à Nigéria e que poderá futuramente ligar a outros países em África - o Equiano.

 

Este novo cabo é o terceiro próprio da Google, depois do Curie (em homenagem a Marie Curie) entre Los Angeles nos E.U.A e Valparaiso no Chile que estará operacional já em 2019, e do Dunant (em homenagem a Henry Dunant) entre Virginia Beach nos E.U.A. e França que ficará disponível em 2020.

 

O Equiano (em homenagem a Olaudah Equiano) será construido pela Alcatel Submarine Networks e utilizará a tecnologia Space-Division Multiplexing (SDM) que permitirá uma melhor eficiência na utilização de energia e mais capacidade de que os sistemas actuais, como exemplo o Dunant, o primeiro cabo a utilizar esta tecnologia terá uma capacidade de 250 Tbps.

 

Está previsto entrar ao serviço em 2021 e será certamente um dos principais meios para comunicação entre a Europa e África e que permitirá acompanhar o crescimento global na transmissão de dados, tornando assim Portugal também num hub importante a par do cabo EllaLink para o Brasil.

 

Seria interessante também ver o desenvolvimento em breve de um novo cabo submarino a ligar directamente aos E.U.A. e que viesse substituir o "velhinho" Columbus-III, há 20 ao serviço (desde 1999 e espera-se que funcione até 2024).

 

Introducing Equiano, a subsea cable from Portugal to South Africa ]

 

ProtonVPN instala servidores VPN em Portugal

ProtonVPN Portugal.jpg

 

Os utilizadores do ProtonVPN, um serviço de Virtual Private Network lançado pela mesma equipa do ProtonMail têm a partir de hoje disponíveis servidores em Portugal, elevando assim para 30 os países espalhados pelo Mundo onde é possível aceder de uma forma segura e privada à Internet, especialmente útil em redes WiFi abertas/públicas.

 

Tendo o serviço tido um crescimento significativo nos últimos tempos e no seguimento de um inquérito feito aos utilizadores em que países gostariam de ter servidores, Portugal ficou em 14º lugar, assim a partir de agora estão disponíveis 4 servidores em terras lusas, mais propriamente em Lisboa: PT#1 para os utilizadores com planos Basic e os PT#2-4 para os planos Plus e Visionary.

 

Está disponível para várias plataformas incluindo Android, iOS, Linux, macOS e Windows, sendo a configuração muito fácil e permitindo assim a qualquer pessoa um nível de segurança muito maior em várias situações. Para quem ainda não conhece o ProtonVPN está ainda a decorrer a promoção da Cyber Monday com 33% de desconto onde é possível aderir ao plano Basic por €79 durante 2 anos e ao plano Plus por €159 também por 2 anos.

 

Portugal is the 30th country to join the ProtonVPN network! ]

 

Wi-Fi Alliance apresenta Wi-Fi 6 (a.k.a. 802.11ax)

Wi-Fi_4_high-res.png Wi-Fi_5_high-res.png Wi-Fi_6_high-res.png

 

A Wi-Fi Alliance anunciou uma nova designação para o próximo protocolo a utilizar nas redes wireless, até agora a identificação era feita pela especificação IEEE 802.11 seguida da identificação do protocolo, sendo os mais conhecidos o 802.11g introduzido em 2003, o 802.11n em 2009 e o 802.11ac em 2013.

 

Assim e para facilitar a identificação do protocolo utilizado será apenas utilizada a designação WiFi 6 para a próxima geração, até agora identificada por 802.11ax, desta forma qualquer utilizador, mesmo os menos informados em tecnologia poderão identificar mais facilmente o suporte dos seus equipamentos às redes Wi-Fi e assim saber se conseguirão mais velocidade e ou alcance consoante a versão.

 

A versão WiFi 6 têm a sua razão de ser e corresponde à evolução desde o início dos protocolos utilizados nas redes wireless, sendo que as gerações anteriores podem também adoptar idênticas designações: WiFi 5 para equipamentos que suportem a tecnologia 802.11ac e WiFi 4 para os 802.11n.

 

O novo WiFi 6 como em qualquer iteração trará melhorias nas redes sem fios de forma a garantir mais velocidade e optimizações à sua utilização, o destaque vai para o Orthogonal Frequency Division Multiple Access (OFDMA) em vez do Orthogonal Frequency Division Multiplexing (OFDM) utilizado nas gerações anteriores, que vai permitir subdividir o canal de WiFi em frequências mais pequenas e permitir transferir em paralelo para múltiplos utilizadores em simultâneo.

 

Na modulação do sinal vão também existir melhorias com o WiFi 6 a suportar o 1024 Quadrature Amplitude Modulation (1024-QAM) em comparação com o WiFi 5 que suporta apenas até 256-QAM, isto permitirá aumentar as velocidades de navegação pelo menos a curta distância.

 

Os equipamentos com esta nova norma devem começar a chegar ao mercado já no próximo ano, altura em que se deverá começar também a ver as novas designações do wireless quer para novos equipamentos quer para os que suportem WiFi 4 ou WiFi 5.

 

Wi-Fi_Generations.png

Generational_Wi-Fi.png

 

Wi-Fi Alliance® introduces Wi-Fi 6 ]

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

PGP

Key ID: 6E0E42C31AB8377D | ECC (ed25519)
Fingerprint: 1EB3 F7FB D037 43A7 2FCB
1199 6E0E 42C3 1AB8 377D

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D