Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Bernardo

/home/bernardolx

/home/bernardolx

Novo rumo e nova casa aqui no blog pessoal!

Após cerca de 5 anos online (ultimamente com uma frequência muito menor que a desejada na publicação de artigos) aqui o meu blog pessoal vai rumar a novos horizontes e voltar à "actividade normal".

 

Depois de ter passado por um excelente alojamento web e utilizado a igualmente excelente plataforma WordPress o futuro passará por outras paragens, os recursos da anterior solução (e mantendo agora apenas o blog) estavam muito acima das necessidades pelo que não se justificava mantê-la, foi então que comecei a explorar alternativas para manter o blog e das várias opções disponíveis a opção recaiu sobre o SAPO Blogs.

 

Já há uns anos tinha experimentado o serviço de blogs do SAPO mas tinha ficado com a ideia de ser uma plataforma muito básica e com uma má interface pelo que não passou de uma curta experiência, hoje é algo completamente diferente e para o que queria pareceu-me a melhor solução a adoptar, um detalhe muito importante é a integração com a MEO Cloud, excelente serviço de alojamento que entre outras valências permite guardar ficheiros e utilizá-los directamente no blog.

 

Os artigos anteriores a Outubro de 2014 (importados do WordPress) podem apresentar uma formatação incorrecta, links sem destino ou desactualizados e sem as imagens ou vídeos embutidos pelo que estarão apenas como histórico dos primeiros anos de blogger, assim esta será a minha nova casa no sítio bernardolx.pt ou em alternativa bernardolx.blogs.sapo.pt/.

 

Aproveito ainda para agradecer publicamente à equipa de suporte do SAPO Blogs que me ajudou a ultrapassar um pequeno problema com a migração do WordPress; comentários, opiniões e sugestões são sempre bem vindos...

 

  

Alterar directoria (pasta) do WordPress

Este tutorial é especialmente dedicado aos utilizadores de WordPress que pretendam alterar a directoria de instalação do mesmo mantendo o endereço "root" do site mas com os ficheiros do blog numa sub-directoria.O WordPress é flexível o suficiente para permitir por exemplo ter um blog no endereço http://blog.com sem que os ficheiros do blog estejam na directoria root do site (a /public-html) mas sim numa sub-directoria, por exemplo http://blog.com/wordpress.Isto é bastante útil para ter alguma organização no alojamento web em especial se no mesmo alojamento estiverem outras instalações (scripts) como phpBB, Joomla, Drupal entre outras, permitindo aceder ao blog pelo endereço root do site (neste exemplo http://blog.com) sem que os ficheiros estejam na directoria principal do mesmo.Para fazer a alteração é necessário seguir correctamente os seguintes passos:
  1. Como em qualquer alteração no WordPress é sempre aconselhado fazer um backup total do blog, os seja ficheiros e base de dados.
  2. Criar a directoria onde ficarão os ficheiros do WordPress na /public-html via FTP (preferencialmente) ou cPanel, neste exemplo seria a pasta wordpress, ou seja ficaria com esta localização /public-html/wordpress.
  3. Aceder à instalação actual do WordPress e escolher no menu esquerdo a opção Settings.
  4. Nessa página (General Settings) alterar o campo WordPress address (URL) para a directoria criada, neste exemplo seria http://blog.com/wordpress.
  5. E no campo Blog address (URL), alterar para o endereço root do site, neste caso http://blog.com.
  6. Feita esta alteração é guardar as novas definições através do botão Save Changes, é apresentada uma mensagem de erro e neste momento o blog não funciona pois os ficheiros ainda não estão no sítio correcto.
  7. Mover todos os ficheiros do WordPress para a directoria criada anteriormente.
  8. Copiar o index.php e o .htaccess (se existir) da nova directoria para o root do site, onde estavam anteriormente todos os ficheiro.
  9. Com a ajuda de um editor de texto abrir o index.php acabado de copiar e procurar a linha onde está require('./wp-blog-header.php'); e alterá-la para require('./wordpress/wp-blog-header.php'); onde wordpress é a directoria criada.
  10. Feito isto e para terminar basta aceder ao blog, em http://blog.com/wordpress/wp-admin e actualizar os Permalinks no menu Settings.
Finalmente e se tudo foi feito correctamente o blog está agora numa subdirectoria do site mas acessível com se estivesse no root de forma transparente para os utilizadores.

Creative Commons License

WordPress 2.9

A versão 2.9 do WordPress com o codename "Carmen McRae" chegou mesmo a tempo do Natal e traz como habitual muitas melhorias e algumas novidades, é desde já aconselhado a actualização para esta nova versão.Ao nível da base de dados o requisito mínimo passou a ser o MySQL 4.1.2 e das novidades introduzidas destaque para o Trash Status, que como o nome indica é a zona do "Lixo" para posts, páginas e comentários com a possibilidade de restauro e eliminação definitiva, um editor de imagens simples mas extremamente útil e funcional que permite fazer edição de imagens, maior facilidade em colocar vídeos nos posts e fazer o upgrade de vários plugins em simultâneo, entre outras...Todas as novidades e melhorias da versão 2.9 podem ser consultadas no link http://codex.wordpress.org/Version_2.9 e no post do blog oficial aqui, para dar maior poder ao WordPress o ideal é juntar alguns extras nomeadamente plugins e/ou temas.

WordPress - SEO Plugins

SEOPara quem gere um blog e pretende divulgá-lo na web, um dos métodos de maior sucesso para ganhar visitas passa por optimizar o blog para os motores de procura como o Google, o Yahoo, o Bing entre outros.Este processo é conhecido pela sigla SEO - Search Engine Optimization e não é mais do que fazer algumas alterações à estrutura do blog para que os motores de procura indexem o conteúdo mais rapidamente e assim possibilitem a chegada de mais visitas.Neste tutorial irei falar sobre o processo de SEO para blogs assentes na plataforma WordPress, já que este é um dos melhores e mais utilizados CMS para blogs na Internet, e o processo é simples já que o WordPress suporta plugins que tornam o SEO quase trivial.Para conhecer todos os plugins de SEO basta ver aqui os plugins disponíveis relacionados com SEO, mas para facilitar a escolha vou falar sobre os mais conhecidos e eficazes plugins para que o blog seja "bem visto" pelos motores de procura.
  • All in One SEO Pack, este é o plugin SEO mais popular no WordPress, prova disso são já os 3,5M de downloads deste plugin que é um dos melhores na optimização, suporta canonical URL's, optimiza o título das páginas com o nome da mesma em primeiro lugar, gera também automáticamente as META tags, evita conteúdo duplicado no blog que prejudique as procuras entre outras opções. [Link]
  • HeadSpace2 SEO, embora não tão completo como o anterior, o HadeSpace2 SEO é um all-in-one META tags manager, pois permite definir individualmente as tags para páginas, posts, categorias e procuras que melhor descrevam o conteúdo de cada secção, pemite também editar a descrição e keywords de cada zona do blog e outras opções úteis. [Link]
  • Platinum SEO Pack, outro grande plugin all-in-one, depois de experimentar vários aqui para o blog a minha escolha recaíu sobre este que desempenha muito bem a sua tarefa, tem as todas as funcionalidades SEO base e ainda algumas opções extra bastante úteis como por exemplo o redireccionamento de páginas. [Link]
Destaco estes pela experiência que tenho em utilizá-los, mas existêm muitos mais aqui que podem também servir como complemento a algum dos anteriores e assim optimizar ainda mais o blog para SEO.Conheces ou utilizas algum plugin que também apresente bons resultados e mereça destaque? É só comentar e partilhar essa informação com o Mundo! :)

WordPress 2.8 "Baker"

WordPress

O WordPress é um excelente Content Management System (CMS) em particular para blogs e chegou agora à versão 2.8, com o codename Baker em homenagem a Chet Baker.Nesta versão foram corrigidos centenas de bugs encontrados em versões anteriores e introduzidas novas funcionalidades, tal como a instalação automática de temas, passando agora a ser tudo feito directamente da interface de administração, ficou também possível editar directamente o código dos plugins instalados tendo ajuda de um code highlighter.

Para blogs é do melhor que existe, por exemplo este blog utiliza WordPress 2.8 :) , mais informações no post do blog oficial e também no WordPress PT para a versão portuguesa.

WordPress 2.8 Beta 1

WordPressA próxima versão do WordPress está para breve, o WordPress para quem não o conhece é um dos melhores CMS para blogs, senão mesmo o melhor dos melhores, e foi agora disponibilizada a versão 2.8 Beta 1.  :)Das novidades que se podem esperar destaque para a simplicidade na instalação de novos temas, semelhante ao que já acontece com os plugins, um novo sistema para gerir widgets e a sidebar, entre muitas outras aqui.Para ver in loco todas as novidades é so fazer o download, não aconselho a sua utilização em sistemas de produção e/ou críticos uma vez que não é uma versão estável.

Google Latitude em todo o lado!

Google LatitudeO Google lançou à já algum tempo o serviço Latitude, que permite aos utilizadores registados partilharem a sua localização com os seus contactos, através de telemóveis ou PDA's que com uma ligação à internet é possível descobrir por onde andam os nossos contactos.A novidade agora introduzida foram duas aplicações para partilhar de forma mais abrangente a localização de cada um, assim a partir de agora estão ao dispor, o Google Public Location Badge que permite partilhar a localização através de uma aplicação que pode ser colocada num blog ou website acessível a todos mas com opções de privacidade personalizados.

Google BadgeGoogle Talk

A outra aplicação é o Google Talk Location Status, que é semelhante ao anterior mas aqui a localização fica apenas disponível aos contactos do Google Talk e Gmail, também é possível definir a privacidade da localização.Para activar estas aplicações é só aceder ao sítio http://google.com/latitude/apps e escolher a que mais se adequa, e utilizar com moderação! :P

YouTube c/ download e compra de vídeos

YouTubeO YouTube vem tornar o acesso aos vídeos mais fácil e de forma oficial permitir fazer o download em formato MP4 (MPEG-4) e compra dos vídeos alojados no serviço, se o utilizador que os coloca online o permitir e estando disponíveis sobre licenças Creative Commons.Para já o número de vídeos com esta possibilidade ainda é reduzido mas espera-se que esta funcionalidade venha a cobrir um universo muito maior de vídeos no YouTube, no caso em que o download exiga um pagamento o utilizador é encaminhado para o Google Checkout para saber o preço e confirmar a compra.Mais informações sobre esta novidades consulte este artigo do blog oficial do YouTube.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

PGP

Key ID: 0xFB439BA2926B599E
Fingerprint: 8150 FBCE 8905 8016 F669 AA2C FB43 9BA2 926B 599E

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D